A DOR E A SUPERAÇÃO DE UMA ATLETA

SPORT VAI A FINAL DA COPA DO BRASIL SUB-17
19 de maio de 2016
SANTA CRUZ DORME LÍDER DO BRASILEIRO
21 de maio de 2016

A DOR E A SUPERAÇÃO DE UMA ATLETA

O campeonato de atletismo universitário americano Big Sky Track and Field vivenciou uma cena que seria histórica se ocorrida em um grande evento. Mas a dimensão da competição em nada tira a emoção pelo desempenho de Shelby Erdahl, que completou a prova dos 400m com barreiras aos prantos após romper o tendão de Aquiles no segundo obstáculo.

A motivação para tamanha superação estava no ponto distribuído para os atletas que cruzassem a linha de chegada independente da posição. Preocupada com o ranking de sua equipe, a representante de Idaho State trotou durante toda a prova, passando cada obstáculo com o máximo de cuidado. Chorando de dor, ela foi amparada por colegas ao final.

“Eu normalmente estaria buscando mais de um ponto em uma posição melhor. Mas no segundo obstáculo, quando eu aterrissei, eu só caí na pista e realmente não sabia o que estava acontecendo. Levantei e não conseguia mover o pé, ele estava dormente e ferido”, contou.

“Acho que eu nunca realmente pensei em desistir porque eu trabalhei tão duro para chegar a esse ponto. Se não terminasse, eu prejudicaria não só a mim, mas a meus companheiros e técnico. Então, eu só comecei a correr e meu foco era apenas na linha de chegada”, completou.

Quando parou de correr, Shelby disse que sentiu como se a sua perna estivesse rasgando. Mais tarde, foi diagnosticada a ruptura do tendão de Aquiles, deixando ainda mais estupefatas as pessoas que presenciaram ela completar a prova mesmo sob intensa dor.

Fonte: Uol Esporte Atletismo – Postado às 17:04

Comentários

Comentários

Sérgio Leandro
Sérgio Leandro
Administrador de Empresas, especialista em Gestão de Recursos Humanos, Instrutor de cursos na área de Recursos Humanos e Departamento de Pessoal, atuando como Gerente de RH de uma Empresa de Médio Porte. Estudioso em futebol association e idealizador do Bolão Bola na Trave.