Serie A

STJD NEGA RECURSO DO VASCO E CONFIRMA RESULTADO DO JOGO

O Superior Tribunal de Justiça de Desportiva (STJD) negou o recurso do Vasco pedindo a impugnação da partida do último domingo, contra o Atlético-PR. Com isso, não haverá julgamento e a vitória do Furacão por 5 a 1 é mantida, confirmando o rebaixamento do Vasco.

Em breve contato com a reportagem do LANCE!Net, a advogada do Vasco, Luciana Lopes confirmou que o pedido do clube foi negado. Mas o clube cruz-maltino ainda possa fazer um pedido de reconsideração do recurso.

Fonte: Lancenet

 

JOGADOR DA PORTUGUESA ESTAVA REALMENTE IRREGULAR

O jogador Heverton, da Portuguesa, foi suspenso de fato por dois jogos no julgamento de sexta-feira na Justiça Desportiva, o que o deixou em situação irregular no jogo contra o Grêmio, no domingo. A informação foi confirmada pelo presidente da 4a Comissão Disciplinar do STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva), Paulo Bracks, ao blog. Ele comandou a sessão que estabeleceu a punição.

Em contato nesta manhã de terça-feira, ele disse que a decisão foi tomada por unanimidade por duas partidas. Isso significa que está correta a publicação do resultado do julgamento, posto na internet na segunda-feira pelo STJD, e que a Portuguesa tinha a informação errada de que Heverton fora punido apenas por uma partida.

Na noite de terça-feira, o vice-presidente da Portuguesa, Roberto dos Santos, disse à ESPN Brasil que seu advogado, Osvaldo Sestário, lhe informara que a pena fora de apenas um jogo.

As sessões do STJD não são gravadas, portanto, dificilmente valerá algo diferente do que a posição expressa pelo tribunal.

Também não há como desculpa o fato de o julgamento ter acontecido na sexta-feira. Pelas regras do STJD, o clube é obrigado a acompanhar o julgamento sem necessidade de notificação pelo tribunal. Além disso, o efeito da punição é imediato.

Como consequência da suspensão por duas partidas, o jogador estava irregular no final de semana. Confirmada essa condição, o STJD vai julgar a Portuguesa que poderá perder quatro pontos e será rebaixada no lugar do Fluminense.

Fonte: Uol Esporte

VASCO TENTA ARTIFICIO PARA EVITAR QUEDA PARA SÉRIE B

O Vasco confirmou, na noite desta segunda-feira, que irá tentar, na Justiça Desportiva, ganhar os pontos da partida contra o Atlético-PR, do último domingo, que ficou paralisada por 71 minutos, extrapolando, assim o regulamento do Campeonato Brasileiro. Se ganhar a ação, o Cruz-Maltino não apenas escapa da Série B, como afeta outros clubes: Atlético-PR e Botafogo, na briga pela Libertadores, e o Criciúma, que cairia no lugar do Vasco. O diretor jurídico do Tigre, Albert Zilli, se mostrou indignado com a possibilidade:

-Se isso acontecer, vai ser a maior vergonha da face da Terra. A pergunta é muito simples: por que o Vasco voltou a jogar? E tem outra situação: a última procedência deste tipo foi em São Januário (final da Copa João Havelange, em 2000), com o Vasco contra o São Caetano. Isso acarretaria, além de uma vergonha de tapetão, com o Criciúma extremamente prejudicado por um fato de terceiros. Seria a primeira vez na história que um clube seria beneficiado por um vandalismo da própria torcida, além, logicamente, da torcida do Atlético-PR. Seria ridículo – afirmou.

VIOLÊNCIA MANCHA ÚLTIMA RODADA DO CAMPEONATO BRASILEIRO

Cenas lamentáveis fizeram a partida entre Atlético-PR e Vasco, pela última rodada do Campeonato Brasileiro, neste domingo, ser interrompida aos 16 minutos do primeiro tempo. Torcedores vascaínos e do Furacão invadiram o setor da Arena Joinville que separava as duas torcidas e começaram uma confusão generalizada. Três torcedores ficaram gravemente feridos e foram encaminhados ao hospital, um de helicóptero e dois de ambulância. Um outro torcedor teve um traumatismo leve e foi atendido no próprio estádio. O árbitro da partida teve que  esperar mais de uma hora para decidir sobre o prosseguimento do jogo.

 

Fonte: esportv

NÃO TEVE JEITO: VASCO E FLUMINENSE ESTÃO NA SÉRIE B EM 2014

Luto em verde, branco e grená: o Fluminense jogará a Série B em 2014. A bola ainda rolava em Salvador para o confronto com o Bahia quando chegou a notícia de que todo esforço seria em vão. Com o apito final para São Paulo 0 x 1 Coritiba, em Itu, pouco importou a vitória de virada por 2 a 1 na Fonte Nova – gols Samuel e Wagner, enquanto Barbio abriu o placar. Pela primeira vez na história, um campeão brasileiro está rebaixado no ano seguinte à conquista.

Em meio à confirmação da classificação do Atlético-PR para a Libertadores, com a impiedosa goleada por 5 a 1, dois capítulos trágicos do futebol brasileiro foram escritos neste domingo: a a briga generalizada de torcedores, que interrompeu o jogo em Joinville por uma hora e dez minutos, e o segundo rebaixamento do Vasco, que precisava vencer e sucumbiu à limitação técnica que assombrou o time ao longo do Campeonato Brasileiro. O artilheiro Ederson foi o herói da tarde, com três gols, e Marcelo e Paulo Baier completaram a grande exibição.

 Fonte: globoesporte.com

TORCIDAS DE VASCO E ATLÉTICO PARANAENSE PROVOCAM VIOLÊNCIA GENERALIZADA

Atletico PR e Vasco

O jogo entre Atlético-PR e Vasco, pela última rodada do Campeonato Brasileiro, foi interrompido aos 16min por causa de uma briga generalizada nas arquibancadas da Arena Joinville, em Santa Catarina. A partida já estava 1 a 0 para o Furacão, quando torcedores paranaenses decidiram enfrentar os rivais. Os vascaínos responderam, mas foram encurralados.

Um torcedor do Atlético-PR foi espancado por vascaínos no confronto e ficou desacordado. Ele foi atendido pelo helicóptero da Polícia Militar, que pousou no gramado após a briga. O episódio deixou jogadores, treinadores e arbitragem perplexos.

O clima em Joinville era tenso antes mesmo do início da partida. A partida na cidade catarinense já preocupava as autoridades por conta da possibilidade de violência entre as torcidas e revolta por possíveis resultados finais. O duelo deste domingo pode determinar o rebaixamento do Vasco, assim como a ausência do Atlético-PR na Copa Libertadores de 2014.

Fonte: UOL Esporte

Editores

Sérgio Leandro

Formado em Administração de Empresas, Especialização em RH, Analista em Esportes.
 
Equipe formada por:
 
Enquetes

O desempenho do Brasil nas Olímpiadas Rio 2016 em relação a Londres 2012, 3 Ouros, 5 Pratas e 9 Bronzes vai ser:

  • Melhor (70%, 7 Votes)
  • Pior (20%, 2 Votes)
  • Igual (10%, 1 Votes)

Total Voters: 10

Carregando ... Carregando ...
Parceiros

Arquivos
Facebook Likes