COMEÇA A COPA DA RÚSSIA COM O SORTEIO DAS ELIMINATÓRIAS

BRASIL É PENTA E OURO NO HANDEBOL FEMININO NO PAN
24 de julho de 2015
ALARME FALSO, BROCADOR NÃO ESTÁ REGULARIZADO
25 de julho de 2015

COMEÇA A COPA DA RÚSSIA COM O SORTEIO DAS ELIMINATÓRIAS

RussiaSorteio da Fifa definirá rumos das eliminatórias para a Copa do Mundo de 2018, na Rússia

A Fifa divulgou nesta sexta-feira os procedimentos do sorteio que definirá os rumos das eliminatórias para a Copa do Mundo de 2018 em quatro continentes. Para a Europa, o evento deste sábado, na Rússia, pode determinar uma disputa com grupos extremamente difíceis ou outro digno de risada.

Imagine uma chave com Alemanha, Itália, Suécia, Turquia, Armênia e Geórgia. Já outra com País de Gales, Islândia, Albânia, Ilhas Faroe, Moldávia e Andorra… Com doses cavalares de sorte e azar, as duas combinações são possíveis no sorteio, graças aos potes definidos pelo ranking oficial de seleções da Fifa.

Na definição das eliminatórias europeias, 52 seleções estarão divididas em seis potes, para formar nove grupos – sete com seis equipes e outros dois com cinco. Apenas os campeões de cada chave se garantem no Mundial, com oito melhores vice-líderes se enfrentando em repescagens por mais cinco vagas.

Com base na atualização de julho do ranking da Fifa, Alemanha, Bélgica, Holanda, Portugal, Romênia, Inglaterra, País de Gales, Espanha e Croácia serão as cabeças de chave, com campeãs mundias, como Itália e França, caindo para o pote 2. No 3, estão times complicados como Suécia, Ucrânia ou Polônia.

Um grupo com Alemanha, Itália, Suécia, Turquia, Armênia e Geórgia, por exemplo, 49 participações em Mundiais e oito títulos, enquanto uma chave com País de Gales, Islândia, Albânia, Ilhas Faroe, Moldávia e Andorra teria apenas uma aparição em Copas – os galeses estiveram na disputa de 1958, na Suécia.

Para evitar complicações ainda maiores para as seleções consideradas grandes, a Uefa pediu à Fifa que Inglaterra, França, Alemanha, Itália, Espanha e Holanda fossem posicionadas, obrigatoriamente, em grupos com seis seleções, solicitação que foi atendida pela entidade máxima do futebol.

Fora isso, a única trava no sorteio europeu é para que Armênia e Azerbaijão, rivais históricos por motivos de guerra, não caiam na mesma chave. Os dois países estarão no mesmo pote, o quinto.

Outros continentes – Além dos grupos das eliminatórias da Europa, o sorteio da Fifa terá influência nas disputas da África, América do Sul, América do Norte e Central (Conmebol) e Oceania. O único continente que não será influenciado é a Ásia, em que a qualificação já está acontecendo.

Na África, o sorteio definirá 13 confrontos entre as 26 seleções com ranking mais baixo do continente. As que avançarem serão emparelhadas com os times do pote 1, dos 13 mais fortes da região, em uma segunda fase que também terá duelos entre 14 equipes de ranking intermediário, também já definidas.

Nas eliminatórias da Concacaf, serão sorteados seis confrontos, que definirão as classificadas para se juntarem a Costa Rica, México, EUA, Honduras, Panamá e Trinidad e Tobago na fase final. Nesse momento, os 12 times serão separados em três grupos, também a serem determinados neste sábado.

O sorteio mais simples, talvez, seja o da América do Sul. Como a eliminatória é disputada por pontos corridos, a Fifa definirá apenas a posição de cada seleção, para determinar a ordem dos confrontos. Brasil e Argentina já foram posicionados para ser, respectivamente, os times cinco e quatro.

Na Oceania, o sorteio também é simples. Samoa Americana, Ilhas Cook, Samoa e Tonga disputarão, entre si, uma vaga na fase final, em que se juntarão a outras sete seleções, divididas em dois potes. Os oito times formarão dois grupos, valendo vagas para as semifinais, momento decisivo da eliminatória.

Fonte: ESPN.com.br – Postado às 23:20

Comentários

Comentários

Sérgio Leandro
Sérgio Leandro
Administrador de Empresas, especialista em Gestão de Recursos Humanos, Instrutor de cursos na área de Recursos Humanos e Departamento de Pessoal, atuando como Gerente de RH de uma Empresa de Médio Porte. Estudioso em futebol association e idealizador do Bolão Bola na Trave.