CONMEBOL ABOLE SEMI FORÇADA ENTRE EQUIPES DO MESMO PAÍS

conmebolFinal entre Brasileiros é possível na Libertadores 2017

A Conmebol divulgou o regulamento da Libertadores de 2017 com mudanças importantes em relação às edições passadas da competição. Em uma delas, a confederação sul-americana anunciou o fim do cruzamento forçado entre times do mesmo país nas semifinais, facilitando assim a disputa de uma decisão com clubes da mesma nacionalidade.

Até o último ano, a única possibilidade de isso acontecer era com a presença de três ou quatro equipes do mesmo país nas semifinais. Caso duas se classificassem para a fase, elas obrigatoriamente tinham que se enfrentar.

O dispositivo foi criado pela Conmebol depois de duas decisões envolvendo times brasileiros na última década. Presente nas finais de 2005 e 2006, o São Paulo teve como adversários Atlético-PR e Internacional, respectivamente.

A mudança vem na esteira de outra já anunciada com antecedência pela entidade: a de que o chaveamento a partir das oitavas de final será definido em um sorteio único. Antes, os confrontos eram decididos de acordo com o posicionamento geral na fase de grupos.

Agora os oito primeiros colocados serão colocados de um lado do sorteio, com os oito segundos posicionados das chaves da fase anterior como possíveis adversários.

Como já anunciado, a final continuará disputada em jogos de ida e volta, com a ideia de jogo único adiada para a próxima edição. Assim como acontecia antes, na decisão o gol marcado fora de casa não servirá como critério de desempate.

Veja as mudanças oficializadas pela Conmebol

Classificação para Copa Sul-Americana

– os dois melhores eliminados da terceira fase (a última da chamada pré-Libertadores) garantem vaga na Copa Sul-Americana
– classificam-se também os terceiros colocados da fase de grupos

Chaveamento

– as oitavas de final serão definidas por sorteio, com os primeiros colocados em um pote e os segundos colocados em outro, se enfrentando entre si
– todo o chaveamento até a final será definido neste sorteio, realizado ao encerramento da fase de grupos
– as campanhas da fase de grupos serão utilizadas para determinar o mando de campo a partir das oitavas de final, com o melhor decidindo em casa
– não haverá barreiras para uma final com times do mesmo país, acabando com o cruzamento forçado nas semifinais

Critérios de desempate

– Na fase de grupos, o ranking da Conmebol passa a ser o último critério de desempate, acabando assim como a possibilidade de sorteio
– Não há mudança na regra do gol marcada fora de casa, que continua sendo utilizado como critério de desempate até a semifinal.
– Na decisão, o gol fora de casa não é critério de desempate. Em caso de igualdade em número de gols após 180 minutos, será disputada uma prorrogação de 30 minutos antes de uma eventual disputa por penalidades

Inscrições

– Serão permitidas as inscrições de até 25 jogadores para as fases 1, 2 e 3 (as fases popularmente chamadas de Pré-Libertadores)
– Para a fase de grupos, cada time poderá inscrever 30 jogadores (as equipes que se classificarem da pré-Libertadores farão uma adição de cinco nomes)
– Para as oitavas de final, os times classificados poderão fazer três substituições
– Para as semifinais, os times classificados poderão fazer outras três substituições

Fonte: Uol Esportes Futebol – Postado às 11:42

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Editores

Sérgio Leandro

Formado em Administração de Empresas, Especialização em RH, Analista em Esportes.
 
Equipe formada por:
 
Enquetes

O desempenho do Brasil nas Olímpiadas Rio 2016 em relação a Londres 2012, 3 Ouros, 5 Pratas e 9 Bronzes vai ser:

  • Melhor (70%, 7 Votes)
  • Pior (20%, 2 Votes)
  • Igual (10%, 1 Votes)

Total Voters: 10

Carregando ... Carregando ...
Parceiros

Arquivos
Facebook Likes