CRB, PAYSANDU E MACAÉ GARANTEM RETORNO A SÉRIE B DO BRASILEIRO

ONDA VERMELHA NO BAIRRO DO TRAPICHE EM MACEIO – CRB RETORNA A SEGUNDONA DO BRASILEIRO

CRBTorcida alvirrubra faz festa pela volta à Segundona (Foto: Ailton Cruz/ Gazeta de Alagoas)

O dia começou tenso, mas acaba com os gritos de uma conquista inesquecível para o CRB. Fora de campo, o médico do clube, Orlando Baía, informou na tarde deste sábado que 18 dos 19 atletas concentrados passaram mal no hotel, mas garantiu que todos estavam aptos a enfrentar o Madureira pelas quartas de final da Série C. A promessa foi cumprida. Veio o jogo e o Galo esqueceu os problemas, se impôs num Estádio Rei Pelé lotado e garantiu a vaga na Série B ao vencer o duelo por 2 a 0, gols de Daniel Marques e Clebinho.

O bairro do Trapiche foi tomado pela cor vermelha e o incentivo da massa foi celebrado pelos jogadores regatianos. Autor do primeiro gol, Daniel estava eufórico após a vitória.

– Jogamos pelo torcedor e pela nossa família, que também assistiu ao jogo. Fico muito feliz por ter marcado esse gol tão importante para a história do clube – comentou o zagueiro, que também passou chave na defesa e garantiu o triunfo sem sofrer gols.

No confronto com o Madureira, o Galo fechou a disputa com 4 a 1, vencendo o primeiro jogo por 2 a 1, no Rio, e o segundo em Maceió por 2 a 0. O público pagante neste sábado foi de 16 mil torcedores, com 17.247 presentes no Trapichão, proporcionando uma renda de R$ 212.500,00.

Garantido na Segundona, o CRB direciona as atenções para o título inédito da Série C. Em 2011, bateu na trave, ficando em segundo lugar. O Galo vai enfrentar nas semifinais o Macaé, que conquistou a classificação neste sábado com um empate contra o Fortaleza, por 1 a 1, no Castelão.

PAPÃO DA CURUZU VOLTA A SÉRIE B NO ANO DE SEU CENTENÁRIO

PaysanduJogadores do Paysandu comemoram o retorno a Série B do Brasileiro

Campanha irregular, dificuldades financeiras e a iminente eliminação logo na primeira fase da Série C. Parecia que o centenário de um dos clubes mais tradicionais do Norte passaria de forma apagada. No entanto, a grandeza do Paysandu também entrou em campo: o time venceu mais uma vez o Tupi – dono da segunda melhor campanha na fase de grupos – e subiu para a Série B do Campeonato Brasileiro. Foi pressionado no Estádio Municipal Radialista Mário Helênio, em Juiz de Fora, mas se segurou como deu. Fez 1 a 0 já no fim da partida de volta das quartas de final, gol de Ruan. No Pará, havia feito 2 a 1.

MACAÉ SUPERA FAVORITISMO DO FORTALEZA NO CASTELÃO LOTADO

MacaéMacaé empata com Fortaleza no Castelão e conquista o acesso para Série B (Foto: Natinho Rodrigues / Agência Diário )

O Macaé fez o improvável para a maioria dos torcedores. Calou o Castelão e não sucumbiu ao favoritismo do Fortaleza. Com um empate em 1 a 1, o time carioca eliminou o Tricolor do Pici e garantiu acesso à Série B do Campeonato Brasileiro. O cenário estava desenhado em euforia. A torcida leonina fez festa com mosaico que pegou toda a arquibancada e lotou o estádio. Comprou até os ingressos do time visitante, que não mandou torcedores. Foram 62.525 pagantes, maior público do ano em campeonatos brasileiros.

Mas o Fortaleza não contava com o esquema tático bem montado pelo Macaé e com a frieza adversária ao encarar um time superior tecnicamente e uma multidão contra.

Fonte: globoesporte.com – Postado às 11:25

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Editores

Sérgio Leandro

Formado em Administração de Empresas, Especialização em RH, Analista em Esportes.
 
Equipe formada por:
 
Enquetes

O desempenho do Brasil nas Olímpiadas Rio 2016 em relação a Londres 2012, 3 Ouros, 5 Pratas e 9 Bronzes vai ser:

  • Melhor (70%, 7 Votes)
  • Pior (20%, 2 Votes)
  • Igual (10%, 1 Votes)

Total Voters: 10

Carregando ... Carregando ...
Parceiros

Arquivos
Facebook Likes