FIM DA LINHA PARA ARY GRAÇA NA CBV

Ary Graças

Em meio ao turbilhão de revelações feitas pela série “Dossiê Vôlei”, da ESPN, sobre a existência de pagamento de comissões em contratos assinados diretamente com o Banco do Brasil por serviços de agenciamentos, intermediação e “assessoria na negociação de contratos de patrocínio da CBV”, o presidente licenciado da Confederação Brasileira de Vôlei, Ary Graça, renunciou ao cargo nesta sexta.

A decisão foi anunciada em João Pessoa-PB, onde está sendo realizado congresso dos presidentes de federações estaduais de vôlei. Graça, porém, segue como presidente da FIVB (Federação Internacional de Voleibol), entidade que comanda desde 2012, quando sucedeu o chinês Jizhonmg Wei.

Em 27 de fevereiro, o ex-superintendente geral da entidade, Marcos Pina, entregou seu cargo também após as denúncias da ESPN. A saída foi um pedido de Walter Larangeiras, presidente de fato da entidade que comanda o voleibol no Brasil, já que Graça estava licenciado.

Ary Graça assumiu a presidência da CBV em 1997. Em quadra, acumulou excelentes resultados, com medalhas de ouro olímpicas tanto no masculino quanto feminino, além de diversos títulos de Ligas Mundias e Copas do Mundo. Fora das quadras, porém, renunciou após a publicação das denúncias do “Dossiê Vôlei”, do jornalista Lúcio de Castro.

Fonte: ESPN.com.br – Postado às 13:52

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Editores

Sérgio Leandro

Formado em Administração de Empresas, Especialização em RH, Analista em Esportes.
 
Equipe formada por:
 
Enquetes

O desempenho do Brasil nas Olímpiadas Rio 2016 em relação a Londres 2012, 3 Ouros, 5 Pratas e 9 Bronzes vai ser:

  • Melhor (70%, 7 Votes)
  • Pior (20%, 2 Votes)
  • Igual (10%, 1 Votes)

Total Voters: 10

Carregando ... Carregando ...
Parceiros

Arquivos
Facebook Likes