INGLÊS É OURO NO GOLFE APÓS VOLTA DO ESPORTE A OLIMPÍADA APÓS 112 ANOS

golfeHenrik Stenson (prata), Justin Rose (ouro) e Matt Kuchar (bronze): pódio do golfe nos Jogos do Rio (Foto: Reuters)

Predestinado. A palavra se encaixa perfeitamente para Justin Rose quando o assunto é o retorno do golfe aos Jogos Olímpicos. Coube a ele, logo no primeiro dia de competição, o inéditohole-in-one – acertar o buraco na primeira tacada-, entrando para a história como o primeiro golfista a realizar o feito em uma Olimpíada. Porém, o roteiro ainda reservava ao britânico o ápice para um atleta: a medalha de ouro olímpica.

A última volta no Campo Olímpico de Golfe reservou uma disputa tacada por tacada com o sueco Henrik Stenson para a definição do ouro. Melhor para o britânico. Com um campo de 18 buracos, cada golfista deu a volta quatro vezes no local, totalizando 72. O “par”, expectativa do número de tacadas que devem ser dadas para acertar o buraco, era de 71 tacadas para cada volta, ou seja, totalizando 284 jogadas para completar o percurso. Justin Rose ficou nada menos do que 16 tacadas abaixo do par, contra 14 de Stenson, que ficou com a prata. O bronze é do americano Matt Kuchar, com 13 tacadas abaixo do par.

– Estou muito feliz por ser um campeão olímpico. O torneio teve um alto nível e isso valoriza ainda mais a conquista. O torcedor que compareceu aqui deixou tudo ainda mais maravilhoso – disse o britânico.

Fonte: Globoesporte.com – Postado às 19:37

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Editores

Sérgio Leandro

Formado em Administração de Empresas, Especialização em RH, Analista em Esportes.
 
Equipe formada por:
 
Enquetes

O desempenho do Brasil nas Olímpiadas Rio 2016 em relação a Londres 2012, 3 Ouros, 5 Pratas e 9 Bronzes vai ser:

  • Melhor (70%, 7 Votes)
  • Pior (20%, 2 Votes)
  • Igual (10%, 1 Votes)

Total Voters: 10

Carregando ... Carregando ...
Parceiros

Arquivos
Facebook Likes