JORGE LORENZO É CAMPEÃO DA MOTO GP

jorgeJorge Lorenzo liderou de ponta a ponta e se sagrou campeão da MotoGP em 2015

A última prova da temporada mais quente dos últimos anos da MotoGP não foi chamada de “corrida do século” à toa. Na manhã deste domingo, o italiano Valentino Rossi deu um show de pilotagem após largar em último, mas não conseguiu ir além do quarto lugar, deixando o título para Jorge Lorenzo.

O italiano, que buscava seu décimo título na motovelocidade e o oitavo na MotoGP, pagou o preço pelo chute no espanhol Marc Márquez, na última prova, na Malásia. A ponto de 22 ultrapassagens não terem sido suficientes sequer para ameaçar o tricampeonato de Lorenzo, que largou na pole e não vacilou.

Rossi fez o que estava a seu alcance. Logo na largada, ganhou 11 posições e pulou para 15º. Não demorou muito, e o italiano entrou no top 10 a 28 voltas para o final. Em seguida, a queda do italiano Andrea Iannone colocou o heptacampeão entre os nove primeiros. Mas, aí, o trabalho ficou mais difícil.

Com Lorenzo na primeira posição, Rossi precisaria chegar na segunda colocação para ser campeão. Se passou 17 pilotos em três voltas, o ritmo de ultrapassagens diminuiu com melhores adversários a sua frente. Ainda assim, com 18 giros pela frente, o italiano subiu ao quarto lugar. Só que parou por aí.

A distância para Dani Pedrosa, o terceiro, e Marc Márquez, o segundo, foi grande demais até mesmo para o show de Rossi. Com seu quarto lugar, o heptacampeão precisaria que Lorenzo caísse para terceiro. O espanhol, vencedor pouco ameaçado pelos compatriotas, não ficou nem perto disso.

Lorenzo, que já havia vencido a MotoGP em 2010 e 2012 – além de dois títulos nas 250 cilindradas em 2006 e 2007 -, coroa assim uma temporada consistente, com sete vitórias no total. O espanhol, que tinha sete pontos de desvantagem para Rossi, é campeão com 330 pontos, contra 325 do rival.

Essa é apenas a terceira vez em que um piloto chega para decidir o título na prova final em desvantagem e consegue sair campeão. Rossi, inclusive, sofreu o trauma pela segunda vez em Valência: em 2006, chegou à Espanha com oito pontos de vantagem, mas o norte-americano Nicky Hayden levou a taça.

Desta vez, porém, Rossi deve ter mais a lamentar. Depois de liderar a maior parte do campeonato, o italiano viu suas chances de ser octacampeão da MotoGP serem reduzidas pela punição recebida após o GP da Malásia, em que chutou o Márquez, o fazendo largar na última colocação no grid em Valência.

O episódio com o campeão das duas últimas temporadas da MotoGP foi o estopim de uma temporada de rivalidades exacerbadas entre os pilotos. Antes do insólito episódio na Malásia, por exemplo, Rossi vinha acusando Márquez de estar tentando favorecer Lorenzo, seu compatriota, nas pistas.

Polêmica fora das pistas à parte, a temporada foi de ressurgimento para Rossi. Depois de conquistar seu último título em 2006, o italiano parecia liquidado, aos 36 anos. O ano de 2015 e em especial a prova em Valência, porém, mostram que ele ainda tem combustível para queimar. Que venha 2016.

Fonte: ESPN.com.br – Postado às 11:01

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Editores

Sérgio Leandro

Formado em Administração de Empresas, Especialização em RH, Analista em Esportes.
 
Equipe formada por:
 
Enquetes

O desempenho do Brasil nas Olímpiadas Rio 2016 em relação a Londres 2012, 3 Ouros, 5 Pratas e 9 Bronzes vai ser:

  • Melhor (70%, 7 Votes)
  • Pior (20%, 2 Votes)
  • Igual (10%, 1 Votes)

Total Voters: 10

Carregando ... Carregando ...
Parceiros

Arquivos
Facebook Likes