MÉTODO DE RATEIO DO PAY-PER-VIEW GERA POLÊMICA

NÁUTICO EMPATA COM PIAUÍ E PERDE CHANCE DE ASSUMIR LIDERANÇA DO GRUPO
6 de Março de 2015
TIAGO COSTA VOLTA AO SANTA COM CONTRATO DE TRÊS MESES
6 de Março de 2015

MÉTODO DE RATEIO DO PAY-PER-VIEW GERA POLÊMICA

rateio

Com Flamengo e Corinthians abocanhando, sozinhos, 28% dos R$ 300 milhões divididos pela Rede Globo no pay-per-view do Brasileiro, os demais clubes se articulam para tentar mudar a forma como o rateio do dinheiro é feito. Eles não apenas contestam a metodologia utilizada nas pesquisas pelo Ibope em conjunto com o Datafolha como propõem um modelo supostamente mais democrático para distribuir a receita.

A princípio, o diretor executivo de esportes da emissora, Marcelo Campos Pinto, não descartou a discussão.

Pressionado pelo presidente do Vasco, Eurico Miranda, durante o Conselho Técnico da Série A, na última segunda-feira, ele respondeu apenas que a CBF não era o fórum adequado para o assunto. Uma reunião deve acontecer em maio.

Boa parte dos dirigentes contesta a estratégia de pesquisa dos institutos, considerada rasa por contar com um campo que compreende, segundo dados de 2014, apenas 1.825 mil domicílios e menos de 10 mil torcedores. Mais do que isso: baseada apenas na pergunta para qual time o entrevistado torce.

Detentora dos direitos de transmissão do Brasileirão, a TV Globo começou a repassar os R$ 300 milhões a serem divididos pelos clubes a partir do final de fevereiro. Esse dinheiro é referente à venda de pacotes de pay-per-view em 2014 e distribuído a partir de pesquisa realizada pelo Ibope em conjunto com a Datafolha entre os meses de junho e julho. No último ano, foram cerca de 10 mil entrevistados, que asseguraram a manutenção de Flamengo e Corinthians na frente, com praticamente um terço de toda a receita.

Fonte: ESPN.com.br – Postado às 14:17

Comentários

Comentários

Sérgio Leandro
Sérgio Leandro
Administrador de Empresas, especialista em Gestão de Recursos Humanos, Instrutor de cursos na área de Recursos Humanos e Departamento de Pessoal, atuando como Gerente de RH de uma Empresa de Médio Porte. Estudioso em futebol association e idealizador do Bolão Bola na Trave.