NBA MUDA REGRA PARA SALVAR JOGADOR RUIM DE LANCE LIVRE

basqueteNBA muda regra para evitar faltas propositais que geram lances livres

A NBA anunciou na noite de terça-feira que o corpo docente de dirigentes optou por mudar a regra relacionada a faltas propositais para evitar algo que tem sido criticado em temporadas recentes.

Nos últimos anos, tornou-se comum jogadores como DeAndre Jordan e Andre Drummond – pífios na linha do lance livre – receberem faltas propositais dos adversários no  fim de cada quarto, já que assim o time rival acreditava ter mais chance de encostar no placar.

Nos Estados Unidos, isso “nasceu” no início dos anos 2000, quando o técnico do San Antonio Spurs, Gregg Popovich, usou a estratégia em Shaquille O’Neal, que era ruim nos lances livres. Popularmente, o ato ficou conhecido como “Hack-a-Shaq”.

“Ao olhar dados e diversas potenciais soluções para combater o aumento deliberado de faltas longe da bola, nós acreditamos que esses passos oferecem o melhor caminho. A introdução dessas regras foi feita para diminuir o aumento de faltas propositais sem eliminar a estratégia inteiramente”, disse Kiki VanDeWeghe, presidente executivo da NBA.

As novas regras são as seguintes:

– Agora, as faltas propositais longe da bola resultarão em um lance livre e posse de bola para o time que sofrer a infração nos últimos dois minutos de cada quarto e prorrogação.

– Para situações em que a bola tem que ser colocada em jogo, uma falta defensiva que ocorra em qualquer momento antes da bola ser lançada para o receptor do passe (incluindo uma ação “legítima” ou “natural” como um defensor tentar escapar de um bloqueio) será administrada da mesma forma como uma falta longe da bola cometida durante os dois minutos de um período (um lance livre e posse de bola).

– As regras de falta flagrante serão usadas para proteger contra qualquer falta deliberada perigoso ou com uso de força excessiva. Em particular, será considerada falta flagrante se um jogador pular nas costas do outro para cometer a infração. Antes, essas faltas eram sujeitas a serem consideradas flagrantes, mas não automáticas.

Fonte: ESPN.com.br – Postado às 13:33

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Editores

Sérgio Leandro

Formado em Administração de Empresas, Especialização em RH, Analista em Esportes.
 
Equipe formada por:
 
Enquetes

O desempenho do Brasil nas Olímpiadas Rio 2016 em relação a Londres 2012, 3 Ouros, 5 Pratas e 9 Bronzes vai ser:

  • Melhor (70%, 7 Votes)
  • Pior (20%, 2 Votes)
  • Igual (10%, 1 Votes)

Total Voters: 10

Carregando ... Carregando ...
Parceiros

Arquivos
Facebook Likes