POR QUE O FUTSAL NÃO É UM ESPORTE OLÍMPICO

futsalFalcão um dos maiores jogadores da história do futsal

O programa olímpico dos Jogos do Rio de Janeiro em 2016 contou com 42 modalidades distribuídas em 28 federações internacionais. A presença de mais de uma modalidade sob a tutela de uma mesma Confederação não é nenhum problema para o Comitê Olímpico Internacional. O ciclismo e os esportes aquáticos, por exemplo, possuem quatro modalidades diferentes de disputa.

A antiga rigidez do COI quanto ao número de esportes parece ficar cada vez mais flexível. Nos Jogos de 2020, em Tóquio, mais cinco esportes entrarão em disputa: softbol, beisebol, surfe, skate e escalada. Por que, então, que o futsal, esporte popular em boa parte do mundo, não entra no programa olímpico? Os dois argumentos mais fortes sempre foram justamente a existência de um esporte sob chancela da FIFA nos Jogos (o futebol) e a falta de espaço para novos esportes nos Jogos. Hoje, nenhum dos dois faz sentido e o questionamento aumenta.

No entanto, é justamente o fato de ser um esporte da FIFA que impede a entrada do futsal nos Jogos Olímpicos. A entidade suíça é a única a ter um evento capaz de rivalizar em importância com as Olimpíadas, a Copa do Mundo, e, por isso, não dá ao futebol olímpico uma grande importância. Assim, a disputa masculina ocorre apenas com atletas abaixo dos 23 anos e cada Seleção pode inscrever apenas três jogadores acima dessa idade.

Consequentemente, a condição imposta pelo Comitê Olímpico Internacional para que o futsal seja incluído no programa olímpico é a mudança na regra do futebol: se a FIFA acabar com o limite de idade do futebol de campo, o COI aceita a inclusão do futsal. Essa foi a justificativa apresentada pelo então presidente da Confederação Brasileira de Futebol de Salão e membro da comissão especial da FIFA dedicada ao futsal, Álvaro Melo Filho, em 2007.

O COI ainda coloca alguns outros empecilhos à entrada do futsal nas Olimpíadas: uma das interpretações é a de que o esporte é um gênero do futebol. Por isso, precisaria ter as mesmas regras, o que também exigiria um limite de 23 anos aos inscritos. Por fim, o fato da Copa do Mundo de Futsal também ser disputada em anos Olímpicos (a edição de 2016 será disputada na Colômbia entre 10 de setembro e 1º de outubro) é outro fator que desagrada o Comitê. A FIFA, por seu lado, não aceita mudar a data daquele que é o maior evento de seleções da entidade em anos olímpicos. Nesse ponto, Neto endossa o discurso do COI: “Se houvesse a inclusão do futsal, o Mundial teria que ser trocado de ano. Isso é fato: não se pode jogar 2 competições de tamanha representatividade no mesmo ano e em períodos tão curtos”, afirma.

Fonte: Blog do Curioso – Postado às 11:12

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Editores

Sérgio Leandro

Formado em Administração de Empresas, Especialização em RH, Analista em Esportes.
 
Equipe formada por:
 
Enquetes

O desempenho do Brasil nas Olímpiadas Rio 2016 em relação a Londres 2012, 3 Ouros, 5 Pratas e 9 Bronzes vai ser:

  • Melhor (70%, 7 Votes)
  • Pior (20%, 2 Votes)
  • Igual (10%, 1 Votes)

Total Voters: 10

Carregando ... Carregando ...
Parceiros

Arquivos
Facebook Likes