QUENIANA JEMINA SUMGONG É A NOVA RECORDISTA DA SÃO SILVESTRE

queniaSoberana, Jemima Somgong cruza a faixa de chegada da São Silvestre e bate recorde da prova com 48m14s (Foto: Marcos Ribolli)

A tarefa, de quebrar o jejum de vitórias, não era nada fácil para os brasileiros. E não foi cumprida. A 92ª edição da Corrida de São Silvestre, com 30 mil corredores, teve na manhã deste sábado o desfecho tal como nos últimos anos. E com direito a recorde e sprint. Desde 2011 só dá africano em primeiro na linha de chegada para os homens. Desde 2007 só dá africana na prova feminina. A queniana Jemima Sumgong, 31 anos, campeã olímpica da maratona na Olimpíada de 2016, no Rio de Janeiro, campeã da Maratona de Londres, confirmou de forma soberana o favoritismo e dominou, do princípio ao fim, a prova feminina. Desafiou o calor, desafiou a subida da Brigadeiro Luiz Antonio, desafiou as adversárias, desafiou o cronômetro e bateu recorde da prova, com o tempo de 48m34 – a marca era de 48m48, da queniana Priscah Jeptoo, em 2011.

Na prova feminina,  Flomena Cheyech, do Quênia, ficou em segundo, com 49m14, Eunice Chumba (BAH), em terceiro, com 50m24, Ymer Ayalew (ETI), em quarto, com 51m40, e Ester Kakuri (QUE), em quinto, com 51m45. A brasileira Tatiele Carvalho terminou em sétimo.

Fonte: Globoesporte.com – Postado às 09:56

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Editores

Sérgio Leandro

Formado em Administração de Empresas, Especialização em RH, Analista em Esportes.
 
Equipe formada por:
 
Enquetes

O desempenho do Brasil nas Olímpiadas Rio 2016 em relação a Londres 2012, 3 Ouros, 5 Pratas e 9 Bronzes vai ser:

  • Melhor (70%, 7 Votes)
  • Pior (20%, 2 Votes)
  • Igual (10%, 1 Votes)

Total Voters: 10

Carregando ... Carregando ...
Parceiros

Arquivos
Facebook Likes