REGINALDO ROSSI “NÃO TENHO TIME, FICO FELIZ E TORÇO POR QUEM VENCE”

SERA QUE EXISTE SALVAÇÃO PARA A PORTUGUESA
19 de dezembro de 2013
BRASIL E PORTUGAL DECIDEM TÍTULO DA COPA DAS NAÇÕES DE BEACH SOCCER NO RECIFE
21 de dezembro de 2013

REGINALDO ROSSI “NÃO TENHO TIME, FICO FELIZ E TORÇO POR QUEM VENCE”

rossi

O Blog não poderia deixar de homenagear o artista, cantor e compositor Reginaldo Rossi que será lembrado como gente da terra, de Pernambuco e do Brasil. Suas canções serão sempre lembradas, sua carreira de mais de 40 anos deixou grandes sucessos dentre eles Garçom, A Rapousa e as Uvas e Mon Amour, Mue Bem, Ma Famme.

O pernambucano Reginaldo Rossi torcia para o futebol do Recife. Queria, sem populismo, testemunhar o sucesso da sua cidade também nos gramados. Escolhia qual camisa vestir de acordo com a boa fase de cada um dos três grandes do Estado.

Tinha uma queda pelo Santa Cruz, talvez pela ligação umbilical do clube com o povo. Time e cantor seduziam a mesma gente. Na década de 1970, Reginaldo Rossi comemorou dois estaduais e viu o atacante Nunes despontar.

Há cinco anos, por exemplo, virou torcedor do Sport. Vibrou com cada vitória na campanha que terminou o título da Copa do Brasil de 2008. Aplaudiu, como todo bom rubro-negro, Carlinhos Bala e sua turma.

Em 2011, o cantor vestiu as cores do Náutico na caminhada para voltar a Série A. Esqueceu rivalidades para deixar claro: Queria o Timbú na elite do futebol brasileiro.

Reginaldo Rossi morreu nesta sexta-feira, aos 69 anos, provavelmente orgulhoso de ter sido alvirrubro, tricolor e rubro-negro ao mesmo tempo.

Fonte: Esporte Interativo

Comentários

Comentários

Sérgio Leandro
Sérgio Leandro
Administrador de Empresas, especialista em Gestão de Recursos Humanos, Instrutor de cursos na área de Recursos Humanos e Departamento de Pessoal, atuando como Gerente de RH de uma Empresa de Médio Porte. Estudioso em futebol association e idealizador do Bolão Bola na Trave.