RIO 2016 – CONHECENDO O REMO

MAGRÃO E DURVAL NO SPORT ATÉ O FINAL DE 2017
28 de julho de 2016
RIO 2016 – CONHECENDO O RUGBY
29 de julho de 2016

RIO 2016 – CONHECENDO O REMO

remoOs Jogos de Paris-1900, são os primeiros com a presença do remo

História

Antes dos motores e das velas impulsionarem as embarcações pelas águas, o homem contava apenas com a própria força e um objeto para se locomover: o remo. Seguindo o destino natural de todas as atividades em que é possível competir, o remo se transformou em esporte.

Antigamente, até mesmo grandes barcos eram impulsionados por enormes e pesados remos, geralmente manuseados por escravos. Isso só foi mudar com o surgimento das velas, deixando os remos apenas para pequenas embarcações. Embora haja registros muito antigos da utilização do remo como meio de propulsão para balsas, as primeiras competições só foram disputadas no século 11, ainda em caráter festivo.

Aos poucos o esporte foi tomando maiores proporções. Em 1300, por exemplo, surgiu o termo regata, em Veneza, já tradicional pela disputa nas águas. Os venezianos também foram os responsáveis pela criação das provas com timoneiros. Depois, o remo só foi passar por mudanças significativas no fim do século 18, com o surgimento das regras que regem o esporte. Assim, em 1775 ocorreram as primeiras regatas oficiais.

A evolução dos barcos e dos próprios remos começou a fazer a diferença logo depois. Com barcos adaptados para a competição, surgiu em 1829 o tradicional desafio entre as universidades inglesas de Oxford e Cambridge, que até hoje é disputado. Em 1892, com a criação da Federação Internacional de Remo, a modalidade deu um passo fundamental para entrar no programa olímpico, estreando em Paris-1900 para nunca mais sair.

CURIOSIDADE

Campeão desconhecido

Os Jogos de Paris-1900 — primeiros com a presença do remo — preservam até hoje um mistério que nunca foi e dificilmente será resolvido: quem foi o menino francês que conquistou a medalha de ouro ao lado dos remadores holandeses François Antoine Brandt e Roelof Klein?

Embora se tenha registro fotográfico do jovem campeão, não se sabe o nome ou a idade dele. A história do pequeno medalhista de ouro — talvez o mais jovem da história — é fruto de uma prática comum naquela edição dos Jogos. Favoritos ao título, os holandeses foram surpreendidos na fase de classificação ao ficarem quase nove segundos atrás dos franceses Martinet e Waleff. O motivo: enquanto o barco holandês tinha um timoneiro adulto — Hermanus Brockmann, de 60kg — os franceses colocaram como timoneiro uma criança, bem mais leve, para ganhar vantagem.

A tática deu certo na fase de classificação, mas abriu os olhos dos holandeses, que a imitaram na final. Daí surgiu o jovem campeão, escolhido como substituto de Brockamnn no momento decisivo – as regras da época permitiam incluir participante de outra nacionalidade. Os holandeses concluíram a prova em 7min34s2, contra 7min34s4 dos franceses, que ficaram com a prata.

Fonte: Portal Brasil 2016 – Postado às 06:44

Comentários

Comentários

Sérgio Leandro
Sérgio Leandro
Administrador de Empresas, especialista em Gestão de Recursos Humanos, Instrutor de cursos na área de Recursos Humanos e Departamento de Pessoal, atuando como Gerente de RH de uma Empresa de Médio Porte. Estudioso em futebol association e idealizador do Bolão Bola na Trave.