SANTA PERDE NOS PENALTIS PARA O ZALGIRIS DA LITUÂNIA

waldisonAtacante Waldison foi o autor do gol tricolor (Foto: Aldo Carneiro/Pernambuco Press)

A falta de interesse da torcida, que compareceu em pouco número ao Arruda, a baixa representatividade do adversário, o Zalgiris, da Lituânia, e as falhas do marketing, que cometeu uma garfe ao tentar homenagear o cantor Chico Science, seriam elementos suficientes para tirar o brilho do primeiro amistoso do Santa Cruz na temporada. No entanto, a falta de entrosamento da equipe, que estreará no Campeonato Pernambucano em 10 dias, tirou o foco dos tricolores de qualquer outro problema. Sem ritmo de jogo e errando muito, o time comandado por Ricardinho apresentou-se para a torcida empatando em 1 a 1 e deixando uma enorme preocupação nas arquibancadas do Arruda. Pra completar, o Tricolor ainda foi derrotado nos pênaltis.

No próximo domingo, o Santa volta a campo para o segundo amistoso da temporada. Dessa vez, o Santa Cruz encara o Campinense, no Arruda. Para comissão técnica, o duelo diante da equipe paraibana será um desafio mais próximo do que a equipe enfrentará durante o Campeonato Pernambucano.

Se a ideia era medir o entrosamento conquistado durante a pré-temporada realizada em Chã Grande, o técnico Ricardinho não precisou de muito tempo para perceber que o Santa Cruz está muito longe do esperado. Durante o primeiro tempo, o Tricolor só conseguiu chutar uma vez contra a meta do Zalgiris que, aproveitando-se da fragilidade coral, abriu o placar aos 10 minutos da primeira etapa, após Bileu errar a saída de bola e cometer um pênalti infantil.

Errando muitos passes e perdidos no posicionamento, o meio de campo do Santa Cruz dava espaços para que o atacante Serge, autor do gol lituano, levasse perigo. Sem armação, o Tricolor tentava ligação direta da defesa para o ataque. Mas Waldison e Thiaguinho, um dos poucos a mostrar lucidez, não conseguiam aproveitar. Mas quando a torcida já havia perdido a paciência, Bileu fez boa jogada pela direita e cruzou para Waldison empatar antes do apito do árbitro.

Segundo tempo enfadonho

Embalado por um Waldison mais “aceso”, o Santa Cruz voltou para o segundo tempo querendo jogo. Aproveitando-se do, aparente, cansaço do Zalgiris, o Tricolor partiu para o ataque e criou algumas chances. No entanto, a fragilidade das laterais da equipe comandada por Ricardinho, sobretudo a direita, abriu espaços para que os lituanos chegassem com perigo. Querendo dar ritmo para todo o elenco, o técnico coral fez sete substituições. Dentre elas, a saída de Betinho, que deixou o campo extremamente vaiado, para entrada de Willam. Alteração que deu mais eficiência ao sistema ofensivo. No entanto, nada que trouxesse mais eficiência para as finalizações.

Interminável disputa de pênaltis

A noite do Santa, no entanto, ainda teria um capitulo pior. Após o empate no tempo normal, os jogadores de ambas as equipes pareciam não saber que o troféu do amistoso seria decidido nos pênaltis. O clima final do jogo, com os tradicionais abraços entre os jogadores foi interrompido pelo árbitro, que deu início a uma enfadonha disputa de pênaltis. E, após 24 cobranças, o Zalgiris, foi beneficiando pelo erro do zagueiro Danny Morais, que errou a cobrança. O time lituano venceu o Tricolor por 11 a 10 e levou a taça.

Fonte: globoesporte.com – Postado às 23:02

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Editores

Sérgio Leandro

Formado em Administração de Empresas, Especialização em RH, Analista em Esportes.
 
Equipe formada por:
 
Enquetes

O desempenho do Brasil nas Olímpiadas Rio 2016 em relação a Londres 2012, 3 Ouros, 5 Pratas e 9 Bronzes vai ser:

  • Melhor (70%, 7 Votes)
  • Pior (20%, 2 Votes)
  • Igual (10%, 1 Votes)

Total Voters: 10

Carregando ... Carregando ...
Parceiros

Arquivos
Facebook Likes