ATLÉTICO PARANAENSE

FINAL ATLETIBA NO YOUTUBE E FACEBOOK

Jogadores de Atlético-PR e Coritiba saúdam juntos a torcida após o cancelamento do clássico

A dupla Atletiba voltará a se encontrar no confronto de ida da final do Paranaense, no próximo domingo, na Arena da Baixada.

Os rivais tiveram reunião na semana passada e, com a confirmação do clássico, irão repetir mais uma vez a sua transmissão através do YouTube e do Facebook. O Atlético-PR descarta ouvir qualquer proposta da Globo, dona dos direitos de transmissão do campeonato e que provocou a ira também do Coritiba após oferta de ao redor de R$ 1 milhão considerada “absurda” antes da largada em 2017.

Perguntado pelo ESPN.com.br sobre um possível acordo com a emissora carioca, o presidente do Conselho Deliberativo atleticano, Mario Cesar Petraglia, refutou.

“Nenhuma chance! Repetiremos o modelo”, disse.

A princípio, havia dentro do Coxa uma ala que defendia a retomada do diálogo com a televisão para escutar valores, porém, ela perdeu força.

Entre outros motivos, devido ao fato de que, para veiculação das partidas na TV, seria necessário um acordo com os dois times.

A relação entre as diretorias é excelente.

Alceni Guerra, um dos vice-presidentes do Coritiba, chegou, inclusive, a representar o Atlético-PR em discussões sobre o assunto.

Fonte: ESPN.com.br – Postado às 20:04

COMEÇA HOJE PROJETO ATLÉTICO-PR CAMPEÃO MUNDIAL EM 10 ANOS

Começa hoje com o amistoso entre o Atlético Paranaense contra o Peñarol, na Arena da Baixada às 20h, o projeto mais ambicioso do futebol brasileiro. No CT do Caju, fala-se em ser campeão mundial em dez anos. Isso não implica a ambição de conquistar a Libertadores em 2017. A ideia é fazer uma grande campanha. A lógica do ambicioso plano é a mesma de 1995, quando o Atlético deixou a Série B, planejou a construção da Arena no velho estádio Joaquim Américo e sonhou ser campeão brasileiro no mesmo período: dez anos.

Foi campeão nacional seis anos depois.

Verdade que num campeonato diferente da maioria, em que a decisão aconteceu contra o São Caetano. Mas nos dez anos seguintes ao acesso, o Atlético Paranaense foi também vice-campeão brasileiro de 2004 e vice-campeão da Libertadores de 2005.

Houve quedas, como o rebaixamento de 2011. Mas o time se mantém entre os mais regulares do país e alcança o Botafogo em 12o lugar entre os que mais participaram da Libertadores.

A ambição do Atlético Paranaense parece um sonho de loucos, exceto quando se visita o Centro de Treinamento do Caju, em Curitiba. A integração entre jogadores de todas as categorias, do sub-15 ao profissional, a estratégia seguida à risca de ter as divisões de base ligadas aos profissionais — são 22 jogadores formados em casa no elenco de 2017 — os sistemas criados para analisar treinos, adversários e monitorar o mercado. Cada detalhe parece pensado.

No amistoso de hoje, contra o Peñarol, dos onze titulares prováveis, sete são da base: Santos, Léo, Sidcley, Otávio, Rossetto, Pablo e João Pedro. A lógica, com as entradas de Wéverton e Lucho González, é que sejam cinco os titulares provenientes da base. Léo começou na base do Vitória. Foi sub-23 do Atlético.

O que mais incomoda o Atlético hoje é a repetição de perguntas sobre a importância da grama sintética no sucesso da equipe: ”Estudei a vantagem dos jogos em casa no Campeonato Inglês. Há vantagem por jogar em casa. No nosso caso, não é a grama”, repete Paulo Autuori.

Fonte: Uol Esportes Futebol/Blog do PVC- Postado às 17:08

SPORT VENCE FORA DE CASA E PRATICAMENTE GARANTE PERMANÊNCIA NA SÉRIE A

diego souza golaçoDiego Souza de voleio marca o gol da vitória do Sport

O Sport venceu fora de casa o Atlético-PR por 1 a 0 neste domingo, na Arena da Baixada, em confronto válido pela 34ª rodada do Campeonato Brasileiro. Com o resultado, o time pernambucano foi a 44 pontos e manteve-se na 12ª colocação. Já a equipe paranaense permaneceu com 46 pontos e está no décimo lugar.

O destaque da partida foi o meia Diego Souza, autor do gol da vitória aos oito minutos do segundo tempo: após rebote de Weverton em chute de Mike, a bola subiu e, dentro da área, o ex-palmeirense acertou um belo voleio e marcou o gol da vitória dos visitantes.

Além disso, o Sport também contou com atuação fundamental do goleiro Magrão, que defendeu pênalti polêmico – o juiz Guilherme Ceretta de Lima deu a penalidade por uma bola que teria tocado na mão de Danilo – aos 28 minutos e impediu o empate do Atlético-PR.

Com o resultado, o Sport, que passou o campeonato inteiro na zona intermediária na tabela e vinha em perigosa decadência nas últimas rodadas, praticamente se livrou do rebaixamento: o time chegou aos 44 pontos, pontuação que bastou para livrar a maioria dos times do rebaixamento na era dos pontos corridos com 20 equipes.

Já o Atlético-PR deu adeus definitivamente à briga por uma vaga na Libertadores: o time rubro-negro chegará, no máximo, a 59 pontos e, com quatro partidas restantes, não conseguiria chegar ao Grêmio, quarto colocado com 60 pontos e último time no G-4.

Na próxima rodada, o Sport – que voltou a vencer no Brasileiro como visitante após 11 rodadas – visita o Palmeiras, enquanto o Atlético-PR – que viu um tabu cair (o time não perdia em casa para o Sport há 11 anos) – recebe o Santos em jogo que vale pouco para ambos.

Fonte: ESPN.com,br – Postado às 19:38

ADRIANO CONTINUA O MESMO

Adriano

Acabou o sonho. Quem esperava que Adriano fosse dar a volta por cima no Atlético-PR, pode perder as esperanças. Na noite desta sexta-feira, o clube anunciou no site oficial que o atacante não faz mais parte do elenco rubro-negro. O Imperador havia faltado a dois treinos seguidos, quinta e sexta, após a eliminação do Furacão na Copa Libertadores. Na partida que culminou com a desclassificação, frente ao The Strongest (BOL), ele marcou o gol na derrota por 2 a 1, em La Paz. Foi a primeira vez que balançou a rede em dois anos.

O Imperador chegou ao Furacão em dezembro do ano passado, encantado com as instalações do clube. O objetivo era se recuperar para voltar a jogar futebol em alto nível. Com o tempo, as fotos que colocava nas redes sociais passavam a exibir um jogador mais magro, com aparência saudável. Deu esperanças.

Fonte: Lancenet – Postado às 21:44

Editores

Sérgio Leandro

Formado em Administração de Empresas, Especialização em RH, Analista em Esportes.
 
Equipe formada por:
 
Enquetes

O desempenho do Brasil nas Olímpiadas Rio 2016 em relação a Londres 2012, 3 Ouros, 5 Pratas e 9 Bronzes vai ser:

  • Melhor (70%, 7 Votes)
  • Pior (20%, 2 Votes)
  • Igual (10%, 1 Votes)

Total Voters: 10

Carregando ... Carregando ...
Parceiros

Arquivos
Facebook Likes