CAMPEONATO PARANAENSE

FEDERAÇÃO IMPEDE TRANSMISSÃO E DUPLA ATLETIBA DECIDEM NÃO JOGAR CLÁSSICO DESTE DOMINGO

Dirigentes de Atlético-PR e Coritiba discutem com arbitragem na Arena da Baixada (Foto: Giuliano Gomes/PR Press)

O clássico entre Atlético-PR e Coritiba, que seria realizado na Arena da Baixada na tarde deste domingo, foi cancelado após a Federação Paranaense de Futebol (FPF) justificar que os profissionais que fariam a transmissão da partida por um canal da internet não estariam credenciados, o que impediria o início do jogo. Os jogadores das duas equipes chegaram a entrar em campo, mas o árbitro, obedecendo orientação da FPF, não apitou o começo do clássico, alegando que os profissionais contratados pelos clubes não estavam credenciados e não poderiam ficar dentro do campo. A dupla Atletiba se recusou a jogar a partida sem a transmissão pela web.

m entrevista por telefone ao blog Bastidores FC, o presidente da Federação Paranaense de Futebol, Helio Cury, explicou que o motivo de o árbitro não dar início ao clássico foi a quantidade de profissionais não cadastrados dentro de campo. O credenciamento deveria ser feito até 48 horas antes da partida.

– O árbitro avisou: “olha, tá cheio de gente sem credenciamento, eu não posso começar o jogo assim. Se não tirar essas pessoas, não posso começar o jogo”. Chamaram o policiamento. As pessoas se recusaram a sair. Não havia como fazer jogo com tanta gente em volta do gramado sem estar credenciada para tal – disse o dirigente ao blog.

Enquanto dirigentes conversavam com árbitros e policiais, os jogadores de Atlético-PR e Coritiba intercalavam subidas ao gramado com momentos no vestiário, em uma situação que durou por volta de 40 minutos. Os clubes afirmaram que não jogariam sem a transmissão pela internet, enquanto a Federação mantinha a posição em relação ao credenciamento dos profissionais.

– Essa iniciativa pioneira e ousada vai servir para o resto da vida e dos tempos. Atlético-PR e Coritiba unidos começaram um processo silencioso de dizer não. Temos o direito de dizer não. Fica um alerta para os demais presidentes. Sigam o exemplo de Atlético e Coritiba. Vamos dizer não. Temos que romper com essas coisas – disse o presidente do Furacão, Luiz Sallim Emed.

O dirigente rubro-negro ainda criticou a forma como a arbitragem optou por não dar início ao jogo, mesmo com a Arena da Baixada cheia de torcedores.

Fonte: Globoesporte.com – Postado às 20:17

Editores

Sérgio Leandro

Formado em Administração de Empresas, Especialização em RH, Analista em Esportes.
 
Equipe formada por:
 
Enquetes

O desempenho do Brasil nas Olímpiadas Rio 2016 em relação a Londres 2012, 3 Ouros, 5 Pratas e 9 Bronzes vai ser:

  • Melhor (70%, 7 Votes)
  • Pior (20%, 2 Votes)
  • Igual (10%, 1 Votes)

Total Voters: 10

Carregando ... Carregando ...
Parceiros

Arquivos
Facebook Likes