FIFA

A PARTIR DE 2019 PARA JOGAR A LIBERTADORES TEM QUE POSSUIR EQUIPE DE FUTEBOL FEMININO

femininooExigência faz parte do programa de licenciamento implantado por CBF, Conmebol e Fifa (Foto: Reprodução)

A partir de 2019, os clubes de futebol do Brasil que não tiverem um time feminino disputando competições nacionais estarão proibidos de disputar a Copa Libertadores. Esta é uma das principais exigências do regulamento de licenciamento de clubes da CBF, que foi apresentado nesta quinta-feira aos clubes.

Tal exigência já fazia parte do regulamento de clubes da Conmebol. Dos 20 clubes que vão disputar a Série A em 2017, só sete têm times femininos.

O licenciamento é um conjunto de requisitos que deverão ser cumpridos pelos clubes interessados em participar de competições da CBF, da Conmebol e da Fifa.

Além do futebol feminino, há exigências sobre estrutura (centro de treinamento, estádio), profissionalização de dirigentes, gestão financeira etc. As punições para quem não cumprir vão de multa a exclusão de competições – a mais dura sanção prevista.

– Vocês, clubes, precisam pensar nisso – alertou Reynaldo Buzzoni, diretor de registro da CBF e responsável pela implantação do licenciamento no Brasil.

Marco Aurélio Cunha, diretor de futebol feminino da CBF, defende a exigência de investimento no futebol feminino. E diz que não há desculpa para os clubes não montarem times de mulheres.

– Se os dirigente do futebol masculino não errarem em duas contratações por ano, isso paga um time de uma comissão técnica de bom nível de futebol feminino. A Fifa vai exigir isso de todos. Eu reconheço a dificuldade dos clubes, mas com 5% dos recursos do futebol masculino é possível montar um time feminino.

 Fonte: Globoesporte.com – Postado às 12:43

AGORA É OFICIAL COPA DE 2026 SERÁ COM 48 SELEÇÕES

confidencialDocumento confidencial da Fifa mostra como seria chaveamento na Copa com 48 seleções (Foto: Reprodução)

A nova Copa do Mundo, a ser disputada por 48 seleções a partir de 2026, terá uma overdose de partidas nos primeiros dias de disputa. O novo formato do Mundial não vai alterar o número de estádios (12), nem sua duração (32 dias), e nem o número de jogos dos finalistas (7). Mas vai aumentar o número de jogos dos atuais 64 para 80. A Fifa confirmou a mudança de maneira oficial na manhã desta terça-feira.

– O Conselho Fifa decidiu unanimemente por uma Copa do Mundo com 48 times a partir de 2026: 16 grupos de três times – anunciou em sua conta oficial no Twitter.

As 48 seleções serão divididas em 16 grupos de três times. Os dois melhores de cada chave avançam ao mata-mata. Os 32 então viram 16, que se enfrentam em oitavas de final e assim por diante.

Os grandes clubes europeus são frontalmente contra o inchaço da Copa – batalha que está perdida. Para acomodar tanto jogo em tão pouco tempo, a Fifa espremeu a fase de grupos e a primeira fase eliminatória: serão 48 jogos em 12 dias – ou seja, quatro por dia.

No novo formato, serão quatro jogos por dia nos primeiros 15 dias de Copa (60 no total), e a primeira pausa será apenas no 21º dia de competição. No atual, são disputadas 25 partidas no mesmo período de 15 dias e então há a primeira pausa.

Essas informações fazem parte de um documento enviado pela Fifa para as confederações continentais, no qual estão detalhadas as propostas de inchaço da Copa do Mundo. O GloboEsporte.com teve acesso ao relatório, de 64 páginas.

A Fifa vê dois problemas “esportivos” no novo formato: o tempo de descanso entre os times na primeira fase fica desequilibrado, e a decisão da fase de grupos não ocorre em jogos simultâneos (pelo número ímpar de componentes de cada chave).

Para essa segunda questão, a Fifa levanta uma possibilidade: disputa de pênaltis ao final de cada partida como uma forma de evitar empates. Desta forma, todos os classificados seriam decididos por pontos conquistados e não por outros critérios — como saldo de gols, por exemplo.

Eventuais mudanças no regulamento, como esta disputa de pênaltis em todos os jogos, só serão discutidas mais para a frente. A sede (ou as sedes) da Copa de 2026 será decidida em 2020.

A América do Sul deve ter seis vagas diretas na Copa, com mais uma na repescagem (atualmente são quatro mais uma). Essa divisão para cada continente ainda pode sofrer alterações, mas houve um acordo prévio entre as seis confederações nos seguintes termos:

Uefa: 16 vagas
África: 9,5 vagas
Ásia: 8,5 vagas
Conmebol: 6,5 vagas
Concacaf: 6,5 vagas
Oceania: 1 vaga

Fonte: Globoesporte.com – Postado às 11:24

CRISTIANO RONALDO LEVA A BOLA DE OURO PELA QUARTA VEZ NA CARREIRA

cristiano-ronaldoCristiano Ronaldo era o favorito ao prêmio de melhor jogador do mundo em 2016

Cristiano Ronaldo fica com o prêmio pela quarta vez em sua carreira. Campeão da Champions League com o Real Madrid e da Eurocopa com a seleção de Portugal, o português era o favorito.

Em seu discurso, Cristiano Ronaldo diz que gostaria que Messi estivesse no evento, mas que entende perfeitamente o motivo da ausência, já que o Barcelona tem um jogo importante pela Copa do Rei na próxima quarta-feira.

Postado às 16:07

PRESIDENTE DA FIFA EXPLICA COMO SERÁ A COPA COM 48 SELEÇÕES

fantinoPresidente da Fifa, Gianni Infantino, promete rever ranking e formato da Copa

Em entrevista ao diário catalão Mundo Deportivo, nesta sexta-feira, o presidente da Fifa deu mais detalhes de como será a Copa do Mundo com 48 seleções. A ideia de Gianni Infantino é colocar em prática o novo formato na edição de 2026 – que tem os Estados Unidos como país favorito a vencer a eleição.

O dirigente explicou que haverá um “playoff” antes da chamada fase final.

“Primeiro de tudo, não são exatamente 48 finalistas, e sim 48 participantes. Explicou: primeiro terão 16 seleções, as melhores, classificadas diretamente pela fase prévia e seus resultados. Depois deve celebrar-se um playoff entre 32 equipes, de 16 contra 16, e do enfrentamento direto, em partida única, sairão os 16 times que devem somar-se aos 16 que já estavam classificados. No total, 32 seleções, as mesmas que agora disputam a Copa do Mundo”, falou o mandatário.

“Seguem sendo 32 os participantes na fase final, mas haverá mais equipes que participarão na Copa do Mundo, ainda que seja apenas um jogo de vida ou morte. Quem ganha, vai disputá-la, quem perde irá para casa, mas terá participado de um Mundial, e isso é muito importante para muitos países”, continuou.

Gianni Infantino, ex-secretário geral da Uefa (a poderosa confederação europeia), diz que a missão da Fifa é “desenvolver o futebol e buscar soluções para isso”.

“Esta fórmula é boa. Te dou um exemplo: Espanha e Itália estão no mesmo grupo para a Rússia 2018, mas só um se classificará diretamente à fase final. O outro irá à repescagem que se jogará em novembro. Se for eliminado, adeus Mundial. Com a nossa ideia, esse desempate será nos dias prévios ao Mundial e no mesmo país em que se jogará a Copa do Mundo. Não afetará o calendário, porque se disputará nos 15 dias que os jogadores devem estar à disposição de suas respectivas seleções”.

“Mas olhe, terão participado do Mundial, um evento muito importante no mundo, que muda até o humor dos países e das pessoas se não se classificam. O impacto de participar de um Mundial é incrível para as federações que agora nunca poderiam conseguir. E, além disso, em jogo único e no futebol, tudo pode acontecer. Atualmente não se classificar é uma tragédia para cada seleção que fica no caminho. Vamos mudar”, disse.

Outra mudança que Infantino pretende implementar é quanto ao polêmico ranking da Fifa, que foi utilizado para definir os cabeças-de-chave na Copa de 2014.

E países como Bélgica, Colômbia e Suíça ficaram à frente, por exemplo, de Holanda, Itália e Inglaterra. “Absolutamente sim, devemos tratar de encontrar a fórmula mais justa para fazer. Não sei se conseguiremos mudá-lo a tempo para o Mundial da Rússia em 2018. Trabalhamos nele contra o relógio”, disse Gianni Infantino.

Fonte: ESPN.com.br

MELHOR TREINADOR DO ANO ESTÁ NA EUROPA

fifaA Fifa anunciou nesta quarta os indicados ao prêmio de melhor treinador de 2016.

Ao contrário dos últimos anos, nos quais houve mais variedade, desta vez a organização que rege o futebol mundial “ignorou” o resto do mundo e apontou apenas técnicos que foram bem no futebol europeu como concorrentes à honraria.

São eles: Chris Coleman (País de Gales), Didier Deschamps (França), Josep Guardiola (Bayern de Munique e Manchester City), Jurgen Klopp (Liverpool), Luis Enrique (Barcelona), Mauricio Pochettino (Tottenham), Claudio Ranieri (Leicester), Fernando Santos (Portugal), Diego Simeone (Atlético de Madri) e Zinedine Zidane (Real Madrid).

Destes, três fizeram ótimas campanhas na Eurocopa (Coleman, Deschamps e Santos, que foi o campeão), enquanto dois foram finalistas da Uefa Champions League (Simeone e Zidane).

Já outros se destacaram na Premier League inglesa, um dos torneios mais equilibrados do mundo (Ranieri, Pochettino e Klopp), enquanto Guardiola e Luis Enrique foram campeões da Bundesliga e de La Liga na última temporada, respectivamente.

Nos últimos anos, aliás, houve menos “eurocentrismo” na premiação da Fifa, já que, em 2015, por exemplo, o argentino Jorge Sampaoli, da seleção do Chile, foi indicado.

Em anos anteriores, ainda apareceram nomes como Jurgen Klinsmann (dos Estados Unidos, em 2014), Luiz Felipe Scolari (da seleção brasileira, em 2013) e Oscar Tabarez (do Uruguai, em 2010 e 2011). Nenhum deles, porém, faturou a honraria.

A Fifa explicou que os ganhadores serão escolhidos após um processo no qual 50% do resultado será baseado nos votos dos capitães e técnicos das seleções nacionais de todo o mundo. A outra metade será a soma do resultado de uma votação pública pela internet e das preferências de um grupo de mais de 200 representantes da imprensa.

Fonte: ESPN.com.br -Postado às 13:38

SAI VADÃO E ENTRA EMILY NO COMANDO DA SELEÇÃO BRASILEIRA DE FUTEBOL FEMININA

emilyEmily, já comandou a seleção brasileira sub-17

Vadão não é mais o técnico da seleção brasileira feminina, após dois anos. A decisão foi feita diretamente pelo presidente CBF, que tem a ideia de seguir a tendência da Fifa e colocar um nome feminino no comando, assim como a Federação Internacional de Futebol tem feito. Por isso, Emily, que estava à frente do São José-SP, vice-campeão da Copa do Brasil 2016, assume e assegura o título de primeira mulher a comandar a seleção principal feminina do país. Outros integrantes da comissão técnica também saem junto com o Vadão, que mostrou tranquilidade com a decisão.

– Foi tranquila. A gente ja sabia. Sempre disse nas minhas entrevistas. Meu compromisso era até a Olimpíada. O presidente pediu para permanecer mais um pouco. Chegou agora e ele entendeu de fazer a troca, no caso a Emily, para que ela já trabalhasse no Torneio (Internacional de Manaus, em dezembro). Não foi feito nada escondido. Conversei a tarde inteira com o presidente (segunda). Tudo foi feito às claras.

– Termina da mesma maneira que entrei. Não tenho que me queixar de nada. Algumas meninas já me ligaram. Só tenho que agradecer ao presidente. Ele me deu tudo que pedi e precisei para melhorar a seleção. A gente melhorou a seleção. Antes tínhamos duas no exterior agora temos 20 – afirmou Vadão em entrevista ao GloboEsporte.com nesta terça.

Emily, que já comandou a seleção brasileira sub-17, será apresentada na próxima quinta-feira, na sede da CBF. A escolha coloca a seleção feminina em um novo momento de transição até mesmo em seu comando abaixo da presidência da CBF em relação ao comando do departamento da modalidade. Marco Aurélio Cunha, por exemplo, que assumiu como diretor executivo de futebol do São Paulo em setembro, ainda estuda se retorna ao posto mesmo tendo sido no início um afastamento temporário.

O primeiro desafio oficial de Emily será comandar a seleção brasileira no Torneio Internacional de Manaus. O Brasil estreia dia 7 de dezembro diante da Costa Rica. Depois terá pela frente Rússia, dia 11 de dezembro, e Itália, dia 14.

Fonte: Globoesporte.com – Postado às 17:06

NOVO FORMATO PARA A COPA DO MUNDO ESTÁ SENDO DISCUTIDA

O sistema de ranking de seleções da Fifa provavelmente vai mudar. A informação é de uma pessoa do alto escalão da Fifa que ouviu a frase da diretoria de competições da entidade. A questão ainda está em fase embrionária e os novos parâmetros ainda não foram definidos, mas estão em discussão entre as dezenas de outras medidas que a Fifa vem anunciando para tentar recuperar a imagem estilhaçada pelos escândalos que colocaram um fim à era Blatter.

A possível mudança no ranking tem desdobramentos em diversas áreas relevantes, desde a montagem de grupos nas Eliminatórias até a escolha de cabeças de chave da Copa do Mundo. E uma alteração pode ter ainda mais impacto se o Conselho da Fifa de fato escolher um modelo com 48 seleções para a competição a partir de 2026 – decisão que será tomada na próxima reunião do órgão, em janeiro. Nesse formato, o mais provável é que 16 equipes estejam pré-classificadas, com base justamente no ranking, enquanto as demais 32 disputariam as vagas restantes.

Nesta quinta-feira, o presidente da Fifa, Gianni Infantino, chegou a afirmar que o formato com 48 equipes poderá melhorar o nível da competição. Em sua campanha para a presidência, ele defendeu o aumento de participantes para 40, outra possibilidade bastante possível, já que há membros de peso no Conselho que não gostam da ideia do torneio com 48.

No sistema de ranking atual, a fórmula é: P (total de pontos) = M (partida) x I (importância da partida) x T (força do adversário) x C (força da confederação a que pertence o adversário). Na última atualização do ranking, no dia 15 de setembro, a Argentina ficou em primeiro, com Bélgica em segundo, Alemanha em terceiro, e Brasil e Colômbia empatados na quarta colocação. A próxima atualização será no dia 20 de outubro.

Fonte: Bastidores F.C – Postado Às 22:29

MORRE AOS 100 ANOS JOÃO HAVELANGE

joãoHavelange teve no comando da FIFA durante 24 anos

Ex-presidente da Fifa, João Havelange morreu nesta terça-feira. A informação é do jornalista do Grupo Bandeirantes de Comunicação Ricardo Boechat.

Havelange estava internado em um hospital do Rio de Janeiro. No final do ano passado, o dirigente tratava de problemas pulmonares.

Havelange esteve no comando da Fifa entre 1974 e 1998. Ele também foi presidente de honra da entidade até 2013, quando seu título foi retirado após denúncias de corrupção.

Ex-atleta e comandante da Fifa

Carioca de ascendência belga, Jean-Marie Faustin Goedefroid de Havelange, ou João Havelange (como ficou mais conhecido), nasceu no dia 8 de maio de 1916. Desde muito cedo dedicou sua vida ao esporte. Foi um histórico dirigente e atleta, tendo praticado natação e polo aquático profissionalmente.

Torcedor do Fluminense, destacou-se no próprio clube de coração como atleta. Começou nas categorias de base de futebol do clube, onde foi campeão carioca juvenil em 1931. Entretanto, não seguiu no futebol e rumou para a natação.

Fonte: Band.com.br – Postado às 08:49

SPORT E SANTA CRUZ NO FIFA E PES 2017

santa e sportClássico das multidões no FIFA e PES 2017

Os torcedores de Santa Cruz e Sport poderão viver o Clássico das Multidões mais de perto em breve. Os dois clubes entraram em acordo com a EA Sports e com a Konami e serão confirmados pelos games Fifa 17 e Pro Evolution Soccer 2017, que serão lançados oficialmente em setembro deste ano. O fato é uma novidade, pois no ano passado o Leão só esteve presente no PES e não chegou a um acordo para fazer parte dos times brasileiros do FIFA. Enquanto isso, o Tricolor disputava a Série B do Campeonato Brasileiro. Esta será a primeira vez que os corais estarão representados no FIFA.

O Sport já assinou o contrato com a EA Sports e prepara apenas os detalhes burocráticos para que a empresa confeccione jogadores, uniformes e escudo do clube. Com a Konami, já foram concretizadas.

O Santa Cruz assinou os dois contratos e aguarda apenas a devolução, mas já está correndo com a parte burocrática e chegou inclusive a entregar os documentos de autorização de imagem aos seus atletas para o FIFA 17, pedido da EA Sports. A medida foi tomada para evitar problemas judiciais. Ao mesmo tempo que negociava com essa empresa, também ouvia a Konami e seu pedido para estar no Pro Evolution Soccer.

– Assinamos os dois contratos, enviamos os papéis, mas ainda não recebemos de volta. Só aí poderemos anunciar oficialmente – disse Jorge Duarte, gerente comercial do Santa Cruz.

Santa Cruz e Sport não divulgam valores, mas na última versão do FIFA, por exemplo, as quantias oferecidas não eram tão grandes. O Sport recebeu uma proposta que girava em torno dos R$ 10 mil. A quantia seria paga apenas ao clube e os jogadores não receberiam nada. O Goiás não entrou no game na última edição por uma decisão dos atletas, que queriam receber algum valor.

A não entrada do Sport no FIFA 16, no entanto, foi por outro motivo. O Leão não concordou com as exigências judiciais pedidas pela EA Sports, que queria a assinatura de todos os jogadores. Os advogados do clube achavam que apenas uma assinatura seria suficiente.

Fonte: Globoesporte.com – Postado Às 13:11

Editores

Sérgio Leandro

Formado em Administração de Empresas, Especialização em RH, Analista em Esportes.
 
Equipe formada por:
 
Enquetes

O desempenho do Brasil nas Olímpiadas Rio 2016 em relação a Londres 2012, 3 Ouros, 5 Pratas e 9 Bronzes vai ser:

  • Melhor (70%, 7 Votes)
  • Pior (20%, 2 Votes)
  • Igual (10%, 1 Votes)

Total Voters: 10

Carregando ... Carregando ...
Parceiros

Arquivos
Facebook Likes