HÉVERTON

ANUNCIOU A APOSENTADORIA E DEPOIS DESISTIU

Heverton

Um dia depois de confirmar que desistiu da aposentadoria, o meia Héverton, personagem central do rebaixamento da Portuguesa para a Série B do Campeonato Brasileiro, explicou por que decidiu seguir a carreira profissional. O apoio da família , do grupo do Paysandu, da torcida do clube e dos amigos foi apontado pelo jogador como fundamental.

“Senti-me um covarde por estar fazendo isso (optar pela aposentadoria). Meu pai chegou hoje aqui em Belém para me apoiar. Os torcedores do Paysandu também estão me dando um apoio que eu nem merecia”, disse Héverton em entrevista ao Sportv.

A pressão sofrida pela polêmica que se arrasta até hoje nos tribunais fez o jogador procurar o auxílio de um profissional. “Ficou muito desgastante para mim. Não estava acostumado a lidar com inquéritos policiais. Até procurei a ajuda de um psicólogo”.

Mesmo em meio a essa polêmica, Héverton está focado no Paysandu. O meia foi o autor do gol que garantiu a vaga do time na final da Copa Verde, após vitória sobre o Remo.

Fonte: Esporte Interativo  – Postado às 19:20

HÉVERTON, PIVÔ DE REBAIXAMENTO DA PORTUGUESA, SE APOSENTA AOS 28 ANOS

ewertonMeia fez boas atuações no clube paraense e era titular de Mazola Júnior (Foto: Ricardo Lima / Agência Estado)

O meia Héverton resolveu parar de jogar futebol. De acordo com entrevista coletiva dada pelo presidente do Paysandu, Vandick Lima, na tarde desta segunda-feira, o ex-jogador da Portuguesa não aguentou a pressão da repercussão do rebaixamento da Lusa no Brasileirão, causada pela sua escalação irregular no confronto contra o Grêmio, no ano passado.

Segundo Vandick, a decisão de se aposentar aos 28 anos não tem em nada a ver com algum problema com o clube paraense, mas sim com o drama que viveu na Portuguesa.

Hoje (segunda-feira), quando cheguei na Curuzu, o Héverton me procurou dizendo que havia decidido parar de jogar futebol. Tentei convencê-lo a mudar de ideia, mas ele disse que era irreversível. Lamento muito, é um jogador que poderia nos ajudar muito nas competições. É um atleta acima da média, além de uma grande pessoa. Lamentamos tanto pelo lado do Paysandu quanto por ele, que tem apenas 28 anos. Ele me disse que não tem mais prazer em jogar futebol, em treinar. E por ter jogado no exterior, disse que tem condições financeiras que o permitem fazer isso agora. O principal motivo foi o problema que teve na Portuguesa – explicou Vandick Lima.

Fonte: Globoesporte.com – Postado às 18:38

REALMENTE MUITOS FATOS PRECISAM DE ESCLARECIMENTOS

O promotor Roberto Senise Lisboa, que investiga o “caso Héverton”, afirmou na noite de domingo ter “indícios fortes” de que alguém da Portuguesa recebeu dinheiro para que o jogador fosse escalado contra o Grêmio.

Há indícios de que alguém no clube recebeu vantagem e acabou prejudicando a Portuguesa. O que é certo é que o técnico Guto Ferreira não sabia da situação do jogador. Ao que tudo indica, houve problema no meio do caminho, na comunicação do clube – afirmou o promotor em entrevista para a “Rádio Bandeirantes”.

A questão é quem ganhou dinheiro com isso, e alguns indícios apontam para isso. A máfia no futebol não esta restrita apenas ao apito, disse Senise Lisboa, em referência ao caso “Máfia do Apito”, de 2005.

Fonte: globoesporte.com – Postado às 12:39

Editores

Sérgio Leandro

Formado em Administração de Empresas, Especialização em RH, Analista em Esportes.
 
Equipe formada por:
 
Enquetes

O desempenho do Brasil nas Olímpiadas Rio 2016 em relação a Londres 2012, 3 Ouros, 5 Pratas e 9 Bronzes vai ser:

  • Melhor (70%, 7 Votes)
  • Pior (20%, 2 Votes)
  • Igual (10%, 1 Votes)

Total Voters: 10

Carregando ... Carregando ...
Parceiros

Arquivos
Facebook Likes