TORCIDA DO NÁUTICO INVADE TREINO E CLIMA FICA TENSO

SPORT É O QUINTO CLUBE EM SÓCIOS QUE MAIS CRESCEU NO ANO
23 de Março de 2015
CLUBES DISCUTEM CALENDÁRIO EUROPEU NO BRASIL
25 de Março de 2015

TORCIDA DO NÁUTICO INVADE TREINO E CLIMA FICA TENSO

protesto_nauticoTorcedores e jogadores conversam frente a frente no gramado do CT do Wilson Campos (Foto: Daniel Gomes)

O clima que já andava pesado nos bastidores do Náutico ganhou mais um capítulo nesta terça-feira, no Centro de Treinamento Wilson Campos. Entoando gritos de ordem, cerca de 20 torcedores protestaram dentro do campo em que os jogadores treinavam. A segurança do clube contornou a situação, mas houve momentos de muita tensão. Principalmente quando o elenco se reuniu com os torcedores para uma conversa olho no olho.

Os torcedores pediram para entrar no centro de treinamento e foram atendidos pelo clube. Eles foram se aproximando do gramado soltando rojões e um deles invadiu o campo. A segurança do clube tentou conversar com o restante e segurá-los do lado de fora, mas não conseguiu. Dois deles chegaram para conversar com o gerente de futebol Carlos Kila, que resolveu chamar todos para uma conversa no centro do gramado. Vários torcedores se diziam da Fanáutico, a maior uniformizada do clube. Nenhuma viatura policial foi chamada no local.

Vários integrantes já entraram no gramado entoando gritos como “se não jogar bola, a porrada vai comer”. O gerente de futebol alvirrubro, Carlos Kila, também foi cobrado pelos uniformizados por contratações.

O momento mais tenso foi quando eles começaram a conversar com os jogadores. Cobrando no “olho no olho”, dois torcedores tentaram manter uma conversa.

Fonte: globoesporte.com – Postado às 18:49

Comentários

Comentários

Sérgio Leandro
Sérgio Leandro
Administrador de Empresas, especialista em Gestão de Recursos Humanos, Instrutor de cursos na área de Recursos Humanos e Departamento de Pessoal, atuando como Gerente de RH de uma Empresa de Médio Porte. Estudioso em futebol association e idealizador do Bolão Bola na Trave.