UM OURO MEMORÁVEL DO VÔLEI MASCULINO DO BRASIL

ESPANHA CONQUISTA BRONZE NO BASQUETE MASCULINO
21 de agosto de 2016
UMA CENA LAMENTÁVEL NA LUTA OLÍMPICA NESTE DOMINGO
21 de agosto de 2016

UM OURO MEMORÁVEL DO VÔLEI MASCULINO DO BRASIL

bruno 2Final – Brasil x Itália – Rio 2016 (Foto: Reuters/Yves Herman )

A volta no tempo estava programada para 2004. Era aquela cor de medalha que o Brasil queria repetir. Remanescente da geração de Atenas, Serginho, de 40 anos, foi convencido a deixar a aposentadoria e emprestar um pouco daquele espírito à seleção da Rio 2016. Depois de ter derrubado na Liga Mundial, em meados de julho, todos os rivais que estariam no torneio olímpico, a equipe parecia estar apta a cumprir a missão depois do quase em Pequim 2008 e Londres 2012. Até inesperada mudança de rumo. As derrotas para os EUA e para a Itália a empurraram para a parede. A queda na primeira fase e a chance de ficar em nono lugar, igualando a pior campanha de 1968, existiam. Mas veio a reação. França, Argentina e Rússia caíram na sequência. Faltavam só os italianos. O grand finale estava reservado para um Maracanãzinho lotado. Doze anos depois. Neste domingo, a seleção mostrou quem mandava ali. Se impôs e fez a torcida lembrar dos velhos e bons tempos com a vitória por 3 sets a 0 (25/22, 28/26 e 26/24).

Fonte: Globoesporte.com – Postado às 16:04

Comentários

Comentários

Sérgio Leandro
Sérgio Leandro
Administrador de Empresas, especialista em Gestão de Recursos Humanos, Instrutor de cursos na área de Recursos Humanos e Departamento de Pessoal, atuando como Gerente de RH de uma Empresa de Médio Porte. Estudioso em futebol association e idealizador do Bolão Bola na Trave.