VAI CORRER, O QUE COMER ANTES E DEPOIS DAS PROVAS

LIMOEIRO RECEBE III ETAPA DO CIRCUITO ECOBIKE 2015
11 de abril de 2015
BLOG E ASSESSORIA 02 MEDLEY NO CIRCUITO DAS ESTAÇÕES
11 de abril de 2015

VAI CORRER, O QUE COMER ANTES E DEPOIS DAS PROVAS

frutas

A alimentação pode ser um item determinante no rendimento de um atleta, seja ele profissional ou amador. Mesmo para provas mais curtas, como os 5 km e os 10 km, é necessário uma preparação nutricional adequada, para que o corredor tenha condições de alcançar suas metas de forma saudável. E, também, uma dieta especializada para a recuperação do desgaste físico pós prova.

A nutricionista esportiva, Bianca Cremonez Magnelli aponta a importância de uma alimentação bem feita para a vida de quem corre. “A dieta do corredor é de grande importância para um bom desempenho físico. Ela ajuda na recuperação muscular, diminui o risco de lesões e aumenta a imunidade”, afirma.

Para comer de forma saudável é preciso ingerir quantidades suficientes de carboidratos, líquidos, proteínas e sais mineirais. Bianca também conta que uma ingestão alimentar adequada depende de um planejamento criterioso, já que cada atleta tem um perfil diferente.

Segundo a nutricionista, uma regra geral para os dias que antecedem uma competição é aumentar a quantidade de carboidratos, de acordo com o perfil de cada atleta. Abaixo, veja outras dicas:

1) Nunca ficar em jejum;

2) Estar bem hidratado. Duas horas antes ingerir entre 500ml e 700ml de água;

3) Evitar alimentos açucarados e gordurosos, pois podem trazer desconfortos gastrointestinais durante a competição;

4) Por volta de 40 a 60 minutos antes da prova, dar preferência aos carboidratos de baixo a médio índice glicêmico (maçã, pera, pêssego, morango, sucos de frutas, biscoito integral, entre outros );

5) Carboidratos em gel, pode ser uma boa estratégia para o melhor desempenho.

Depois da corrida, nada de relaxar. É hora de focar na recuperação alimentar. Quanto antes ela começar, melhor.

“Logo após a corrida, a reposição de nutrientes tem um papel fundamental e deve ser realizada o mais próximo possível do final do exercício, para evitar perdas de massa magra”, garante a nutricionista. “Deve-se dar preferência aos carboidratos com alto índice glicêmico (pão branco, mel, batata, arroz) associados às fontes de proteína (carnes magras, queijos, leite, ovos). A quantidade indicada e se há ou não a necessidade de adicionar suplementos proteicos também varia de pessoa para pessoa”, conta. “A hidratação é outro fator importante no pós-treino. A orientação é verificar o peso antes e após a corrida e consumir 1 litro de água para cada quilo perdido durante a atividade”, encerra Bianca.

Postado às 14:51

Sérgio Leandro
Sérgio Leandro
Administrador de Empresas, especialista em Gestão de Recursos Humanos, Instrutor de cursos na área de Recursos Humanos e Departamento de Pessoal, atuando como Gerente de RH de uma Empresa de Médio Porte. Estudioso em futebol association e idealizador do Bolão Bola na Trave.